Insensibilidade dos bacanas com a tragédia no Rio Grande do Sul

O LADRÃO DE JOIAS DA JORNALISTA CHEIA DE GRANA – Moisés Mendes é um jornalista da nossa geração. Brilha como blogueiro e comentarista nos sites independentes. É um dos grandes analistas políticos da atualidade, com um texto sofisticado como apenas os decanos da profissão são capazes.

Ler mais

‘Novilíngua’ com que os neoliberais sutilmente escravizam o povo

O ÓDIO CONTRA TODAS AS FORMAS DE HUMANIDADE – Uma reconfiguração vocabular está em curso na sociedade brasileira desde 2014 para escravizar você de um modo infalível: por você mesmo. O método é simples, o novo léxico chega diariamente pela tevê, jornais, revistas e se espalha depois como ódio pela web.

Ler mais

Classe média: a massa de manobra movida pelo medo e pelo ódio

VIVER DE APARÊNCIAS E ACHAR ISSO CHIQUE

O ódio. A força de uma classe média apavorada movida por ele pode ser monumental. Ele é consequência de um medo atávico.

A massa de manobra em que se transformam os estratos medianos sociais tem o poder de varrer uma sociedade. E até matar.

Ler mais

Quem procura um herói na política acaba por eleger um monstro

UM NOVO HITLER UNGIDO PELAS URNAS?

Por que as pessoas comuns, ditas normais, aceitam colocar os destinos do país nas mãos de um monstro nazifascista?

“Seguem-no porque, no fundo, são iguais a ele. Todos monstros”, revela o próprio Hitler no filme Ele Está de Volta.

Ler mais

Corrupção: velho pretexto dos fascistas para a tomada do poder

A HIPOCRISIA DE QUEM PRATICA A MALDADE

O fascista fala o tempo todo em corrupção. Fez isso na Itália em 1922, na Alemanha em 1933 e no Brasil em 1964. Agora também.

Ele acusa, insulta, agride como se fosse honesto. Mas o fascista é só um criminoso, um sociopata que persegue a carreira política.

Ler mais

Golpe rebaixa Brasil de novo à condição de República das Bananas

MISSÃO CUMPRIDA: MACACO NO SEU GALHO

O Brasil como destacado player no pesado jogo da geopolítica internacional? Intolerável para potências como os EUA!

Daí a armação do golpe aplicado ao País por agentes externos e internos para colocar o macaco de novo no seu galho.

Ler mais